Capital Inicial vive momentos de tensão no Rio de Janeiro

Caminhão do Capital Inicial

Da redação

Em duas postagens no instagram, o vocalista Dinho Ouro Preto revelou os momentos de tensão vividos pela banda Capital Inicial, no Rio de Janeiro. No primeiro caso, o artista descreveu o assalto sofrido pelo motorista que transportava os equipamentos de shows do grupo. O aparato somente não foi roubado, porque os criminosos não estavam devidamente preparados e não conseguiram carregar os itens da banda. Confira o relato de Dinho abaixo:

“violência carioca 1-ontem no rio, na avenida brasil, às sete horas da manhã de domingo, pararam nosso caminhão e apontaram uma arma pra nosso motorista. levaram o caminhão para um local onde entraram no baú armados com fuzis. viram q não dava pra levar o equipamento porque era muito pesado, então assaltaram o motorista e liberaram a carga….”

A segunda ocorrência também aconteceu no domingo, mas envolvendo o testemunho de um crime de dentro do ônibus da turnê do Capital Inicial pelos integrantes da banda e sua equipe. Leia o relato do cantor abaixo:

“violência carioca 2- ontem na chegada ao rio, na frente do nosso ônibus, houve um tiroteio. um motoqueiro deu quatro tiros à queima roupa no que parecia ser um ladrão. isso a trinta metros da frente do ônibus. na volta, agora à pouco, mais um “incidente “-um outro corpo morto estendido no chão no meio da rua na mesma avenida brasil…”

Ônibus do Capital Inicial